fbpx

O impacto da LGPD em franquias e franqueadores é muito grande e pode prejudicar bastante a gestão do negócio. Mesmo assim, vários gestores não têm atenção nessa questão e podem sofrer com as consequências disso.

No caso específico da LGPD, foi feito muito alarde e muitas pessoas acham que é algo que não deve ser seguido. No entanto, a realidade é bem diferente dessa e muitos negócios estão em risco, caso isso não seja seguido.

É fundamental entender o impacto da LGPD em franquias e franqueadores para a continuidade dos negócios. Dessa forma, confira a seguir as informações para que a empresa esteja dentro do que a lei exige.

Qual o impacto das LGPD em franquias e franqueadores?

O mais importante, à primeira vista, é prestar atenção no impacto que a LGPD tem para os negócios. Bem como, é a Lei Geral de Proteção de Dados e visa, como o próprio nome diz, de proteger os dados que são tratados.

Se o gestor não tiver atenção nisso, ele pode enfrentar vários problemas, mas, por outro lado, há vantagens em ter atenção nisso. Veja abaixo cinco.

1- Evita problemas comerciais: Na era da comunicação, as pessoas buscam informações antes de adquirir algo.

Em primeiro lugar, é fundamentar evitar problemas comerciais e acredite: esse é um dos problemas mais complexos que existem. Sendo assim, se a empresa não tem atenção nisso, pode ter problemas para ter novos parceiros.

Quando a lei não é cumprida, o cenário citado no parágrafo anterior, acontece e pode ser bem perigoso. Os consumidores finais do produto ou/e serviço pode ser criterioso, pois desconfiam se a empresa é realmente confiável.

O impacto para futuros negócios é bem perigoso e esses problemas comerciais levam a um cenário nada positivo. As pessoas buscam por empresas que estejam dentro das leis do plano de proteção de dados.

A LGPD em franquias e franqueadores auxilia a evitar os problemas comerciais que foram citados acima e exige cuidado. Em seguida, a chance de funcionar é maior e por isso que essa é uma medida que exige cuidado.

2- Diminuí os riscos financeiros: As multas custam dinheiro, fazendo com o dinheiro precise ser realocado

Conforme citado acima, as penalidades podem ser graves para o negócio e tem um motivo: as multas inclusas nesse processo. Da mesma forma, aquele que não cumpre o que está na lei, está arriscado em ser multado.

Embora várias pessoas não pensem nesses detalhes, a realidade é que os valores das multas podem ser usados de outra forma. Por outro lado, as quantias poderiam ser usadas para alavancar os negócios em questão.

Imagine que a gestão decidiu pagar essa multa, mas o problema não foi resolvido e pode vir a acontecer novamente. Ou seja, os valores pagos podem prejudicar muitos os resultados que a empresa tem e exige muita atenção.

Os riscos financeiros são minimizados, desde que a LGPD em franquias e franqueadores sejam utilizadas corretamente. Para um negócio, como você sabe, é melhor proceder dessa forma e evitar alguns riscos inclusos nisso.

3- Melhora a governança: Uma gestão mais efetiva é crucial para que o negócio possa prosseguir

Dependendo do tamanho da franquia ou/e da franqueadora, a estrutura pode ficar abalada e isso não é algo positivo. Ao mesmo tempo, há o risco de gerar problemas de gestão e fazer com que o gestor se esforço para sanar.

Gerir, segundo o cenário de falta de governança, coloca a continuidade dessa gestão em grande risco. Juntamente com esse fato, a organização que não se atentar a esse fato, pode denegrir a imagem e até gerar a falência.

O principal é que a LGPD em franquias e franqueadores seja seguida e o principal é levar a sério. Ainda mais atualmente, a melhor opção disponível é criar uma cultura e que mostre a todos que está existindo esse cuidado.

Melhorar a governança da franquia ou/e franqueadora é essencial para que a LGPD seja seguida do modo correto. As vantagens são imensas e a principal é ter um negócio em que a gestão não sofre para fazer “tudo acontecer”.

4- Otimiza a imagem: As pessoas gostam de locais que tenham uma imagem altamente positiva

Responda com sinceridade: você já frequentou algum lugar devido a imagem no mercado ser positiva na internet? É provável que a resposta seja positiva e há uma razão: você se sente dentro do local, mesmo que nunca tenha ido.

Trabalhar a imagem é a melhor alternativa para que o negócio se diferencie dos demais e tenha maior eficiência. Entretanto, a falta da LGPD em franquias e franqueadores pode prejudicar bastante a busca por isso.

Para que tudo possa funcionar melhor, invista tempo e melhore a imagem, porém com a Lei Geral de Proteção de Dados fica mais simples. Do mesmo modo, deve-se a um fato: não tem risco de estar fora da lei.

Imagine o risco de tomar um processo ou ter um comentário negativo, sobre vazamento de dados, na sua rede social. Nesse cenário, lembre-se de usar as informações e a tendência natural é que você evite, também, esse risco.

5- Afasta o risco de processo: Ser processado é terrível para o negócio e prejudica o andamento das atividades

Por fim, se a LGPD não for seguida, como você imagine, pode gerar vários problemas e há um problema: multa. Sim, cada processo pode gerar tal pagamento e é primordial evitar, porque pode permanecer por mais tempo.

Pense comigo: se uma multa é aplicada e a empresa não procede no caminho da correção, isso poderia acontecer novamente. Em seguida, se acontecesse com frequência, tornar-se uma verdadeira “bola de neve” para o negócio.

Para evitar esse risco, procure seguir a Lei Geral de Proteção de Dados e acredite no potencial que essa atitude tem. Um dos maiores erros é não ter atenção nisso e acabar sofrendo depois com a falta de resultados.

A LGPD em franquias e franqueadores é fundamental e só há um caminho disponível: seguir o que for combinado. Enfim, é preciso que a gestão tenha esse fato como prioridade para que possa dar certo no final.