fbpx

Conhecer os fatores de sucesso para a conformidade com a LGPD é fundamental e acredite: aumenta as chances de funcionar a implementação. Além disso, é ideal para evitar que o retrabalho aconteça e gere prejuízos.

Quando alguém pensa na Lei Geral de Proteção de Dados, como você sabe, é comum ter muitas dúvidas. Bem como, a primeira coisa a ser feita é buscar um Gestor da Segurança da Informação para ser coordenador do projeto.

O profissional é multidisciplinar e trabalha com segurança da informação, ou seja, precisa ser experiente. Dessa forma, confira a seguir 7 fatores de sucesso para a conformidade com a LGPD para o seu negócio.

Quais são os fatores de sucesso para a conformidade com a LGPD?

Primeiramente, a Lei Geral de Proteção de Dados é um dos assuntos mais comentados do assunto e que demanda atenção. Ficar de fora do que é permitido é muito perigoso e pode gerar multas para a organização.

Para colocar em prática e alcançar os resultados almejados, é preciso conhecer os fatores de sucesso para a conformidade com a LGPD. Confira a seguir uma lista com os 7 mais importantes:

Anuência do nível Institucional

Em primeiro lugar, é fundamental que gestores e executivos desejem implementar a LGPD, pois é preciso ter patrocínio. Ao mesmo tempo, lembre-se de formalizar e fazer com que os demais níveis saibam o que fazer.

O nível Institucional deve entender toda a complexidade do processo e os efeitos que isso pode acarretar. Multas, indenizações e perda da reputação são exemplos claros do que acontece quando a LGPD é deixada de lado.

Todos os gestores e acionistas precisam saber desses efeitos negativos, pois é aquilo que propícia a mudança de opinião. Prestar atenção nesse detalhe é muito importante para que a LGPD seja implementada com eficiência.

Etapas do projeto

É fundamental definir as etapas inerentes ao projeto e incluí dois casos: 1) Implementação por fases; 2) Maneira Parcial. O mais importante é o gestor tenha explícito o ambiente das atividades a serem executadas e são elas:

  • Avaliação de Maturidade dos Controles de Segurança da Informação e incluindo também a Proteção de Dados Pessoais;
  • Planejamento de cada tarefa e processos para que os controles sejam implementados;
  • Identificação dos Dados Pessoais que forem usados;
  • Definição da base legal década dado tratado;
  • Elaboração ou mesmo aprimoramento das políticas e normas inerentes a proteção dos dados.

Vale lembrar que é necessário elaborar e definir os controles obrigatórios da LGPD, incluindo o encarregado pelo tratamento de cada dado. Além disso, é preciso treinar a equipe e chegar ao nível de maturidade desse treinamento.

Conhecer o negócio

É muito importante que o gestor conheça o negócio e deve ser em todos os níveis, pois é melhor para entender o impacto da LGPD. Sendo assim, procure não terceirizar a responsabilidade e busque ter relacionamento com todos.

A organização pode até contar com a colaboração de uma consultoria com mais experiência, já que não há impedimentos. Do mesmo modo, é a gestão que deve conhecer cada processo e tarefa inerente ao negócio.

O foco é ter uma implementação livre de tantos problemas e que consiga fazer o negócio funcionar cada vez melhor. Um dos fatores de sucesso para a conformidade com a LGPD é justamente assumir tal responsabilidade.

Responsabilidades de cada área

É primordial saber, antes de mais nada, quais são as responsabilidades inerentes a cada área e a participação correspondente. Esse tipo de definição deve ser a definição dos envolvidos e os motivos de fazer tal atividade.

Mapear as tarefas e definir quais são os processos são atitudes essenciais, pois permite entender as mudanças. Afinal, a LGPD deve fazer com que a forma de tratamento de dados se modifique e fique atrelada à lei.

Lembra quando mostrei a importância de chamar a participação do Nível Institucional e de todos os gestores? Pois é, o foco é o nível tático participe e passe as tarefas, processos e as responsabilidades pertinentes à cada lei.

Deficiências fora do escopo da LGPD

As vulnerabilidades são inerentes ao negócio, assim como as fraquezas de controles e também os ambientes identificados nesse projeto. Da mesma forma, a adequação a LGPD demanda tempo e esforço da organização.

Vários elementos devem estar adequados e vão depende da lei, porque oferecer segurança para os dados é muito importante. Por consequência disso, esse é dos fatores de sucesso para a conformidade com a LGPD.

Um bom exemplo é a Ferramenta de Banco de Dados e lembre-se: pode dar problema e não atender os controles necessários. Para essa situação, é preciso corrigir e estar de acordo com o que a LGPD está exigindo.

Honestidade: se for preciso, use um plano B

Na grande maioria dos casos, é importante ter um plano alternativa e a organização pode ter dificuldades para se adequar. Por outro lado, tenho que ser honesto e mostrar que isso acontece com frequência.

A contratação de um especialista em proteção da informação é crucial e facilita muito o processo. Afinal, o profissional é especializado justamente nessa adequação e atualmente é possível ter apenas uma assessoria.

Procure ter um plano e evite de ir apenas no mesmo caminho, porque é perigoso e pode prejudicar muito os resultados. Entre os fatores de sucesso para a conformidade com a LGPD, esse aqui demanda muita atenção.

A Lei é geral, mas a aplicação é da organização

Por fim, é importante entender um fato: A Lei Geral de Proteção de Dados, como você sabe, é geral. Contudo, a aplicação depende da organização e saiba: não existe almoço de graça e é preciso efetuar as mudanças.

Embora seja comum encontrar propagadas, a realidade é que não existe uma “ferramenta mágica” para resolver. É preciso ter atitudes e investir tempo, recursos e mobilizar a equipe em prol de atingir esse objetivo.

Os 7 fatores de sucesso para a conformidade com a LGPD foram mostrados ao longo do texto. É chegada a hora e o momento de aplicar, pois é a prática que garante que os resultados serão atingidos como o planejado.